quarta-feira, 27 de março de 2013

Encerrada caravana que beneficiou mutuários da CDHU

          Desde o último sábado, todas as 499 agências do Banco do Povo Paulista (BPP) espalhadas pelo Estado disponibilizam empréstimos para o programa habitacional Casa Paulista Microcrédito aos mutuários adimplentes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). As regiões da Baixada Santista e do Vale do Ribeira foram as últimas a serem contempladas, em eventos realizados em Santos e Registro, respectivamente.
Promovida pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), a caravana esteve presente em 14 regiões do Estado desde o dia 5 de fevereiro. Foram 16 paradas nas seguintes cidades: São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Marília, Araraquara, Bauru, Araçatuba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Jaboticabal, Campinas, Piracicaba, Sorocaba, Taubaté, Santos e Registro.
Vale destacar as baixas taxas de juros do programa de microcrédito gerenciado pela SERT. Os juros, de 0,5% ao mês, ou 6% ao ano, são menores do que a inflação no período.
O objetivo do governo é levar esta linha de crédito do Banco do Povo à população de baixa renda de uma maneira geral, não apenas a parcela incluída na CDHU.
Sobre a linha
de crédito
Desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Habitação, o programa é destinado aos mutuários adimplentes da CDHU, inclusive aqueles que já quitaram o imóvel (neste caso, é necessário que o imóvel esteja em nome do requisitante). São R$ 105 milhões disponíveis para todo o Estado.
O objetivo da ação é oferecer empréstimos para a realização de reforma, ampliação ou adequação das moradias. A verba pode ser usada para a compra de material de construção, inclusive mão de obra, em até 50% do valor do material.
Os empréstimos variam entre R$ 200,00 e R$ 7,5 mil, que podem ser divididos em até 36 parcelas. A taxa de juros é de 0,5% ao mês - a menor entre as instituições financeiras do País.
Como participar
Entre os requisitos para participar do programa, é preciso ser mutuário da CDHU, residir no imóvel objeto do financiamento, estar adimplente com a companhia, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não possuir restrições cadastrais e apresentar fiador (pessoa física sem restrições cadastrais, pode ser parente de primeiro grau, desde que não resida no mesmo endereço do tomador). O requerente deve apresentar RG, CPF, comprovante de residência e cópia do pagamento.
Em caso de dúvida, o tupãense pode procurar o Banco do Povo, que funcio-na no anexo I da EE "Helena Pavanelli Porto".
Banco do
Povo Paulista
Em 14 anos de operação, o BPP concedeu mais de R$ 1,090 bilhão em empréstimos, em 300 mil operações. Atualmente, o BPP está presente em 484 municípios, com 499 unidades instaladas.
Recentemente, o programa também disponibilizou linhas de crédito exclusivas aos motofretistas e taxistas do Estado.