quarta-feira, 26 de junho de 2013

Investidor deve evitar escolha como se fosse para morar

É preciso dar importância ao potencial de valorização do bem

Um erro muito comum dos investidores na hora de comprar um imóvel residencial para alugá-lo é se imaginar como futuro morador daquele local, afirmam consultores ouvidos pela Folha.

De acordo com Amanda Cordeiro, diretora comercial do portal Imovelweb, investidores costumam priorizar o que gostam na aquisição do imóvel e se esquecem de levar em consideração aspectos mais importantes, como localização, vizinhança e oferta de transporte público.

"Se o imóvel residencial é para uma fonte de renda, o investidor precisa dar importância à valorização do bem. Não deve fazer a escolha se imaginando como morador", afirma Cordeiro

Embora as pessoas queiram morar perto do trabalho, a diretora do Imovelweb afirma que áreas muito movimentadas não são as preferidas das famílias.

Ela também diz que imóveis de três ou mais dormitórios são procurados por casais com filhos, preocupados com a segurança no bairro.

O diretor comercial da imobiliária Coelho da Fonseca, Fernando Sita, diz que famílias querem vizinhanças com escolas, supermercados e bares, mas não morar exatamente ao lado desses locais. "Famílias querem tranquilidade, não barulho."

Já a procura por apartamentos menores, de um dormitório, é maior em endereços próximos a estações de metrô, destino de estudantes ou de pessoas solteiras que não têm carro. "Perto de universidades, a chance de manter esse tipo de imóvel sempre alugado é maior", diz.

DIFERENCIAIS

Para a diretora comercial da Lello Imóveis, Roseli Hernandes, o preço é o primeiro fator que determina o aluguel de um imóvel residencial.

Além disso, o inquilino está preocupado com as despesas (em caso de condomínios), áreas de lazer dentro e nas proximidades do imóvel, segurança e a oferta de mais vagas de garagem.

"As pessoas querem um local em que se sintam seguras e que tenha atrativos, como shoppings e parques por perto", diz Roseli.

O diretor de atendimento da imobiliária Lopes, Belmiro Quintaes, diz que o lazer dentro e próximo de um condomínio é um fator que atrai moradores.

"Jovens gostam de ter piscina e academia interna, principalmente quem passa o dia trabalhando e ainda estuda", afirma o especialista. (EV)