quarta-feira, 24 de abril de 2013

Valor de aluguéis novos fica praticamente estável em São Paulo, diz Secovi

São Paulo. Os preços dos contratos de locação residencial, assinados no mês de março na capital paulista, ficaram praticamente estáveis, com alta de 0,1% em relação a fevereiro, segundo pesquisa mensal feita pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

No acumulado dos últimos 12 meses, o aumento chegou a 7%. Os imóveis que tiveram os maiores acréscimos em março foram os de um e dois dormitórios, cujos preços oscilaram, respectivamente, 0,2% e 0,1%. As residências de três quartos não registraram variação de fevereiro para março deste ano.

O tipo de garantia mais usado nos contratos de locação em março foi o fiador (47,5%), seguido pelo depósito de até três meses de aluguel (32%) e o seguro-fiança (20,5%).

As moradias alugadas mais rapidamente em março foram as casas e os sobrados, com prazo médio de escoamento entre 13 e 31 dias. Os apartamentos foram locados mais lentamente e demoraram, em média, de 18 a 38 dias para serem locados.

Fonte: Agência Brasil